Notícias

Notícias

Diabetes Gestacional

O diabetes gestacional é o tipo de diabetes diagnosticado pela primeira vez durante a gestação, mesmo sem uma predisposição da gestante. Como outros tipos de diabetes, afeta o modo como as células usam o açúcar. O diabetes causa níveis elevados de açúcar no sangue, o que pode afetar a gravidez e a saúde do bebê.

As mulheres grávidas podem ajudar a controlar o diabetes gestacional comendo alimentos saudáveis, praticando exercícios e, se necessário, utilizando doses adequadas de insulina NPH. O controle do açúcar no sangue pode manter a mãe e seu bebê saudáveis e prevenir um parto difícil.

Para a maioria das mulheres, o diabetes gestacional não causa sinais ou sintomas perceptíveis. Porém, a sede aumentada e micção mais frequente são sinais de atenção.

O histórico familiar para diabetes, excesso de peso antes da gravidez, histórico pessoal de diabetes gestacional prévio, ganho de peso excessivo na gestação, recém nascido anterior com mais de 4 kgs são fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

Normalmente, vários hormônios atuam para manter os níveis de açúcar no sangue sob controle. Mas, durante a gravidez, os níveis hormonais mudam, tornando mais difícil para o corpo processar o açúcar no sangue de forma eficiente.

Complicações que podem afetar o bebê

Se você tem diabetes gestacional, seu bebê pode apresentar risco aumentado de:

• Excesso de peso ao nascer. Nível de açúcar no sangue acima do normal nas mães pode fazer com que seus bebês cresçam muito. Bebês grandes - aqueles que pesam 4 quilos ou mais ao nascimento - têm maior probabilidade de ter um parto normal complicado por distocia (desproporção do tamanho do bebê e da bacia da mãe) ou precisar de cesariana.

• Dificuldades respiratórias

Bebês nascidos precocemente de mães com diabetes gestacional descompensado podem apresentar síndrome da angústia respiratória - uma condição que dificulta a respiração.

• Baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia). Às vezes, bebês de mães com diabetes gestacional apresentam baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia) logo após o nascimento. Episódios graves de hipoglicemia podem causar convulsões no bebê.

• Obesidade e diabetes tipo 2 ao longo da vida. Bebês de mães com diabetes gestacional têm maior risco de desenvolver obesidade e diabetes tipo 2 na vida adulta.

• Natimorto. O diabetes gestacional grave não tratado pode resultar na morte do bebê antes ou logo após o nascimento.

Em mulheres com diabetes gestacional, o açúcar no sangue geralmente retorna ao normal logo após o parto. Mas se a gestante teve diabetes gestacional, tem um risco maior de desenvolver o diabetes tipo 2. Ela precisará ser testada para alterações no açúcar no sangue com mais frequência.

Não deixe de fazer o teste de glicemia de jejum no início da gestação e curva glicêmica com sobrecarga de glicemia entre 24-28 semanas de gestação!


Conteúdo - Dra. Ingrid Schwach Werneck Britto

Outras Notícias